quarta-feira, 19 de maio de 2010

Desenvolvimento motor de crianças pré - escolares entre 5 e 6 anos



Postado por: Antônio Augusto, Eugênio Araújo, Leandro Cézar, Matheus Mardenn
5ºperiodo

O objetivo desse estudo foi demonstrar o desenvolvimento motor em crianças de 5 e 6 anos. O estudo foi feito em crianças dessa idade, pois é na fase pré-escolar que o organismo da criança se desenvolve tornando-se capacitado para atividades psicológicas mais complexas como, por exemplo, a utilização de uma linguagem mais articulada. Segundo outros estudos é nessa fase que o individuo adquire a personalidade tornando-a mais clara e definida.

A criança desenvolve na fase pré-escolar também habilidades motoras básicas, de forma que seus movimentos se tornam mais autônomos e mais selecionados, tudo isso esta relacionado com a maturação neurológica que permite movimentos mais completos; Crescimento corporal, que ao final deste período vai permitir maior possibilidade de domínio corporal, facilitando o movimento e disponibilidade em realizar atividades motoras, etc.

Gallahue (1989) divide a fase dos movimentos fundamentais em três estágios:
- Estágio inicial: representa a primeira meta orientada da criança na tentativa de executar um padrão de movimento fundamental. A integração dos movimentos espaciais e temporais são pobres. Tipicamente os movimentos locomotores, manipulativos e estabilizadores de crianças de dois anos de idade estão no nível inicial.
- Estágio elementar: envolve maior controle e melhor coordenação rítmica dos movimentos fundamentais. Segundo o autor, crianças de desenvolvimento normal tendem a avançar para o estágio elementar através do processo de maturação, embora alguns indivíduos não conseguem desenvolver além do estágio elementar em muitos padrões de movimento, e permanecem nesse estágio por toda a vida.
-Estágio maduro: é caracterizado como mecanicamente eficiente, coordenado, e de execução controlada. Tipicamente as crianças tem potencial de desenvolvimento para estar no estágio maduro perto dos 5 ou 6 anos, na maioria das habilidades fundamentais.

O estudo foi feito com 46 crianças entre 5 e 6 anos, de ambos os sexos, sendo 27 do sexo masculino e 29 do sexo feminino. As crianças foram submetidas a testes para a avaliação da atividade motora. Foi utilizada a Matriz de análise dos padrões fundamentais de movimento (produto e processo), proposto por Gallahue & Ozumn (2001), sendo definidos dois parâmetros qualitativo e quantitativo.
Para o parâmetro qualitativo as crianças foram filmadas realizando exercícios como o quilíbrio sobre um pé com os olhos abertos, salto na horizontal e agarrar com as duas mãos (receber). Os resultados foram classificados pelo seu estágio de maturidade inicial (1), elementar (2) e maduro (3).
Para o parâmetro quantitativo, foram utilizadas as seguintes referências: o movimento de equilíbrio sobre um pé só com olhos abertos, foi avaliado pelo tempo de permanência sobre um pé, em um tempo máximo de sessenta (60) segundos, com duas tentativas. No movimento de saltar na horizontal, foram anotadas três tentativas, considerando-se o melhor resultado e, para o movimento de agarrar com as duas mãos, foi registrado o número de acertos em cinco tentativas.

Após a realização de todos os testes pode-se concluir que em crianças de 5 anos de idade o processo de execução dos padrões fundamentais de movimentos encontram-se no estágio elementar do processo de desenvolvimento. Os sujeitos com 6 anos de idade, encontram-se no estágio maduro no processo de desenvolvimento motor para os movimentos de equilíbrio com olhos abertos, e movimento manipulativo de receber com as duas mãos. Para o movimento de equilíbrio com os olhos estão em sua maioria no nível elementar do processo de desenvolvimento motor.
Quanto ao produto dos testes de movimentos fundamentais os sujeitos com 6 anos de idade, apresentam em média escores superiores em relação aos sujeitos com idade de 5 anos. Assim pode-se inferir que as crianças apresentam um crescente aumento no escore dos testes em função da idade e com poucas diferenças entre os sexos.
Por tanto as atividades utilizadas para o estudo estão de acordo com a idade das crianças. E que quanto maior é a vivencia dessas crianças com as atividades, melhor e mais precoce é o desenvolvimento motor dela.

Artigo completo:
http://www.efdeportes.com/efd58/5anos.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário