terça-feira, 2 de novembro de 2010

FLEXIBILIDADE NOS IDOSOS

Postado por: Conrado Garcia e Rafaela Mazzinghy
Disciplina: Cinesiologia

De acordo com Andrade (1991), com o envelhecimento, existe uma diminuição da força muscular, e por isso deve-se procurar fazer o estiramento dos músculos (alongamentos), de forma a diminuir o risco dos músculos encurtarem e perderem a tal força muscular, tão essencial à mobilidade independente.

A perda de flexibilidade, não só reduz a quantidade e a natureza do movimento realizado por uma articulação, como pode ainda aumentar a probabilidade de lesão nessa articulação ou nos músculos envolventes (Spirduso, 1995). É sem dúvida uma capacidade física muito importante nesta faixa etária, na medida em que, ela é das principais responsáveis pela aptidão de realizar os movimentos diários com maior ou menor facilidade, como por exemplo, apertar os sapatos, pentear o cabelo, alcançar um armário, escovar os dentes, entre outras. A diminuição do nível de atividade pode levar o idoso a um estado de fragilidade e de dependência. Evidências atuais demonstram que a atividade física traz benefícios à saúde do idoso, mantendo independência funcional e melhorando sua qualidade de vida.

Referências:

INÁCIO, Ana Rita Rafael. Associação das variáveis antropométricas e a aptidão física funcional de uma população idosa. 2008. 29f. Seminário (Grau de Licenciatura Ciências do Desporto) - Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física, Universidade de Coimbra.

Marques AP, Kondo A. A fisioterapia na osteoartrose: Uma revisão da literatura. Rev Bras Reumatol 1998; 38(2): 83-90.

Limeira SC. Benefícios dos exercícios contra-resistidos para idosos com osteoartrose de joelho. Revista Digital Vida & Saúde Juiz de Fora, 2002; 1 (2). URL disponível em:http://www.boletimef.org/biblioteca (Acessado em 26 de Outubro de 2010).

4 comentários:

  1. Grupo: Ana Petrina, Ana Carolina Eloi, Ayra Badaró, Cristiane Grossi, Lorena Martins, Olívia Curty e Tatiana Oselieri.
    Tema: Prevenção de Quedas.

    Ao ler a analise feita pelo grupo, pode-se notar como a flexibilidade no idoso é importante na sua prevenção de quedas.
    O alongamento, citado acima, que deve ser realizado para aumentar a força muscular, além de ajudar flexibilidade dos músculos, ajuda também na prevenção de quedas, pois diminui a fragilidade no idoso.
    As quedas estão entre os maiores fatores de internações em idosos, além disso apresentam diversos impactos na sua vida, como restrição de movimentos, medos e dependências. A atuação do fisioterapeuta é muito importante para diminuir ou minimizar o número dessas quedas. Ele pode desenvolver estratégias de equilíbrio adequadas, incentivar a prática das atividades diárias e aconselhar alterações no ambiente para facilitar a vida do idoso.
    É correto então dizer que ao aumentar a flexibilidade e atuar na prevenção de quedas o fisioterapeuta está intervindo de forma a melhorar a vida cotidiana do idoso, garantindo a ele uma velhice mais saudável.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Grupo: Ana Petrina, Ana Carolina Eloi, Ayra Badaró, Cristiane Grossi, Lorena Martins, Olívia Curty e Tatiana Oselieri.

    Tema: Prevenção de Quedas.

    Ao ler a analise feita pelo grupo, pode-se notar como a flexibilidade no idoso é importante na sua prevenção de quedas.
    O alongamento, citado acima, que deve ser realizado para aumentar a força muscular, além de ajudar flexibilidade dos músculos, ajuda também na prevenção de quedas, pois diminui a fragilidade no idoso.
    As quedas estão entre os maiores fatores de internações em idosos, além disso apresentam diversos impactos na sua vida, como restrição de movimentos, medos e dependências. A atuação do fisioterapeuta é muito importante para diminuir ou minimizar o número dessas quedas.
    Ele pode desenvolver estratégias de equilíbrio adequadas, incentivar a prática das atividades diárias e aconselhar alterações no ambiente para facilitar a vida do idoso.
    É correto então dizer que ao aumentar a flexibilidade e atuar na prevenção de quedas o fisioterapeuta está intervindo de forma a melhorar a vida cotidiana do idoso, garantindo a ele uma velhice mais saudável.

    ResponderExcluir
  4. GRUPO DISFUNÇÕES LOCOMOTORAS. Postado por: Ariane Quesia, Cassia Silva, Eriane Abreu, Flaviana Honorato, Flávia Marques, Lívia Álvares, Roberta Cristina, Sarah Pedroza, Thaiana Lorena.10 de novembro de 2010 18:19

    O texto nos permite observar que os alongamentos
    ajudam no decorrer do envelhecimento a não perder a força
    muscular que contribui para a perca da mobilidade independente.
    Exercicios físicos sao essenciais para os idosos nao perderem
    a flexibilidade e para dificultar o risco de lesão na articulação
    ou nos músculos.Esta informação é importante porque um idoso
    se sentir fragil ou dependente prejudica em sua qualidade de vida
    em seu convivio social e até no seu bem estar consigo mesmo.Praticar atividades fisicas contribui para um envelhecimento saudavel e com menores chances de riscos.

    ResponderExcluir